Meu paciente tem dor crônica. Devo recomendar repouso?

Hoje quero falar sobre uma dúvida muito presente no tratamento da dor, que é se o paciente com dor crônica precisa ou não de repouso.


Trata-se de um mito. Antigamente sim, era indicado repouso para pacientes com dores intensas, crônicas e que eram debilitantes. Hoje em dia o conceito é um pouco diferente: se fala mais sobre a importância da reabilitação dos pacientes crônicos. Então, se o paciente tem uma dor crônica, é muito importante que ele faça a reabilitação não só com fisioterapia, mas também com exercício físico direcionado para cada patologia e para cada um dos pacientes com suas comorbidades clínicas diferentes. A maior parte das dores crônicas tem sim indicação de atividades, mesmo que seja algum exercício físico leve como, por exemplo, uma breve caminhada ao redor do caminhão, hidroginástica, alguma outra atividade na piscina. Outra modalidade que faz bastante sucesso também é o tai chi chuan, que além de exercitar pode trazer calma e relaxamento. No entanto, é fundamental saber que em algumas situações bem específicas realmente o exercício físico deve ser evitado ou minimizado, por exemplo, em algumas fraturas que não se pode colocar carga sobre o osso fraturado.  O importante é lembrar que para a maioria das dores crônicas é indicado sim exercício, ainda que em suas formas mais leves.

© 2020 - Overall Agency